Distintas campanhas que envolvem setores de uma empresa são definidas como conjunto de ações comunicacionais ligadas à uma estratégia comum e veiculadas por tempo determinado. Neste artigo, vamos discutir a presença de chatbot em campanhas de marketing e vendas.

Sabemos que as campanhas podem ser usadas estrategicamente para alavancar vendas em períodos de baixa demanda, como uma ferramenta de diferenciação ou para lançamentos de produtos. Os chatbots, por outro lado, trazem a possibilidade de personalização e agilidade.

Somando esses dois fatores, os clientes sentem-se engajados utilizando chatbot em campanhas de marketing e vendas por meio de aplicativos costumeiros, como o WhatsApp. Se você quer saber ainda mais o poder dessa junção, basta seguir a leitura!

Quais são os fatores de sucesso de uma campanha?

Existem alguns fatores chave para que aumentam a chance sucesso de uma campanha. A definição clara de uma meta é o primeiro passo para conceber uma campanha. É preciso que todos os envolvidos na criação compartilhem de um mesmo objetivo. Para isso, é sempre importante recorrer ao plano de marketing e ao planejamento estratégico da empresa.

Com o conceito de marketing omnichannel cada vez mais presente nas empresas, é comum que campanhas ocorram simultaneamente em diversos canais. Para melhores resultados, é importante que o discurso esteja alinhado em todos os pontos nos quais ela será veiculada.

É preciso também que a linguagem utilizada seja clara e de fácil compreensão, convidando o alvo da campanha à uma ação, seja ela de compra, cadastro ou de reforço de branding.

Vivemos uma realidade onde as estratégias de marketing e vendas são pautadas em dados. Por isso, é importantíssima a escolha de ferramentas que possibilitem a expansão da campanha, de forma mensurável e escalável, com o fim de gerar relatórios e insights que levarão à uma melhoria constante nas próximas campanhas.

Como criar um chatbot em campanhas de marketing e vendas?

Os chatbots vêm como uma opção para tornar as campanhas de marketing e vendas mais personalizadas, sem perder a escalabilidade e entregando ótimos resultados. Eles permitem que a mensagem da campanha esteja onde o público alvo está, principalmente nas plataformas de mensagens como Facebook Messenger, Telegram e WhatsApp.

O custo de aquisição de leads em campanhas que utilizam chatbots é bem mais baixo do que as que levam à uma landing page. Uma campanha de “click-to-messenger”, que leva o lead à um chatbot no Facebook Messenger, tem um custo de aquisição até 30 vezes menor que uma campanha de tráfego.

Aplicações surpreendentes chatbot

Quando esta campanha tem como objetivo uma mensagem no WhatsApp, este custo chega a ser 50 vezes menor.

Os bots também permitem um reengajamento do seu público, uma vez que após uma única interação de um usuário, é dado o opt-in e se faz possível o disparo de notificações para evitar o abandono de carrinho, por exemplo.

Plataformas como o Take Blip permitem que sejam criados chatbots de forma simples e intuitiva e um mesmo fluxo pode ser publicado em diversos canais, reforçando a tendência omnichannel do mercado. Além disso, os módulos de analytics e reporting garantem que a campanha gere dados concisos para mensuração dos resultados e aprendizados.

Nós temos um exemplo prático em Take Blip. No dia das Mães, decidimos fazer uma campanha inovadora: os filhos poderiam enviar, pelo WhatsApp, um vídeo personalizado contendo mensagens inesquecíveis que trocaram com as mães ao longo da vida e também com fotos adicionais. Os resultados foram impressionantes:

  • mais de 40 mil vídeos gerados em 1 mês;
  • mais de 12 mil vídeos gerados apenas no dia das mães 2020;
  • mais de 81 mil pessoas impactadas.

Casos de uso de chatbot em campanhas de marketing e vendas

Durante a Black Friday de 2017 e 2018, a Casas Bahia utilizou um chatbot para engajar seus clientes e distribuir descontos utilizando o Facebook Messenger. A ação gerou um aumento de 25% nas vendas entre um ano e outro e as vendas feitas através do bot tiveram um ticket médio maior do que qualquer um dos outros canais de divulgação da campanha.

Já a Bacio di Latte, uma das maiores redes de gelato no Brasil, criou o “Gelato Elegante”, campanha de divulgação dos sabores especiais de junho, que juntou o delicioso mundo das festas juninas com o dia dos namorados e permitiu que mais de 3 toneladas de gelato fossem distribuídas utilizando o chatbot no Facebook Messenger.

Um outro grande caso de sucesso de chatbot em campanhas de marketing é o do Ponto Frio, que durante a semana do cliente de 2018 lançou uma campanha no Facebook onde eram divulgados enigmas em forma de emojis.

O cliente que enviasse ao chatbot do Facebook Messenger a resposta ao enigma no menor tempo levava um produto incrível para casa. Foram quase 10 milhões de mensagens trafegadas durante a semana.

Quais as melhores dicas para fazer uma campanha bem sucedida?

  1. Entenda bem qual é a persona que deseja atingir;
  2. Construa o chatbot com o tom de voz adequado;
  3. Deixe bem claro qual o data de início e encerramento da ação;
  4. Disponibilize nas redes sociais mais acessadas pelos seu público;
  5. Escolha datas comemorativas para lançar campanhas assertivas;
  6. Não deixe de procurar uma plataforma que construa chatbots de forma inteligente — como Take Blip.

O chatbot em campanhas de marketing e vendas pode oferecer uma experiência incrível aos seus clientes, independente do tamanho da sua base de usuários. Que tal contar com uma empresa referência para construir e desenvolver o seu próximo bot? Take Blip já é referência nº1 no mercado dentro do segmento. Quer saber mais? Fale agora mesmo com um consultor!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *