Realizar uma pesquisa digital de mercado é um dos passos mais importantes para a construção, revisão e mensuração das estratégias de marketing.

Por meio desse recurso, marcas e empresas conseguem compreender:

  1. o mercado no qual estão inseridas;
  2. o comportamento e as preferências de seus consumidores;
  3. a forma como devem se comunicar;
  4. outros aspectos importantes para cumprimento de suas métricas e objetivos de negócio.

E, graças aos avanços da tecnologia e a democratização do acesso à internet, atualmente já é possível realizar pesquisas 100% online.

Uma vez que os hábitos de consumo e comportamento dos consumidores mudam de maneira cada vez mais acelerada, as empresas precisam agir com a mesma rapidez para garantir que seus produtos e serviços acompanhem a evolução do público e das novas tecnologias disponíveis.

É aí que entra o processo de pesquisa digital, que permite às empresas a captura de informações que podem e devem ser utilizadas para embasar suas estratégias de marketing.

Por que fazer uma pesquisa digital?

A pesquisa digital é um grande aliado do marketing que precisa atender essas demandas que estão em constante mudança. Uma vez que oferece agilidade e praticidade para as empresas, esse recurso é capaz de entregar informações e dados que são determinantes para a eficiência e otimização dos esforços.

Coletando informações exclusivamente por meio da internet, o processo de obtenção de dados de mercado e sobre o consumidor, quando feitos de maneira digital, garante às empresas mais velocidade nos processos de tomada de decisão, fazendo assim com elas tenham eficiência para acompanhar as transformações do mercado e otimizar seus recursos e ações.

Pesquisa nas estratégias de marketing

A otimização dos esforços de marketing é um dos principais desafios das empresas. Dessa forma, traçar uma boa estratégia é importante para garantir que os objetivos de negócio sejam atendidos e o trabalho do marketing se torne ainda mais eficaz.

A validação da estratégia de marketing por meio da pesquisa é um recurso que permite o entendimento do contexto de mercado no qual a empresa está inserida, quais são seus principais desafios e fortalezas em relação à concorrência, além de apresentar caminhos para alcançar e atrair consumidores.

Coletar dados se tornou essencial para minimizar os riscos de promover estratégias ineficientes. Dessa forma, o papel da pesquisa é trazer informações que contribuam com modelos estratégicos mais eficientes e rentáveis para que a empresa alcance seus objetivos.

Quais são as aplicações da pesquisa digital?

Uma vez reconhecida a importância da pesquisa digital no processo de consolidação e revisão das estratégias de marketing. Vamos entender agora quais são as principais aplicações e metodologias disponíveis e em qual momento utilizá-las.

1. Analisar a saúde de marca e branding

As estratégias de branding são essenciais para criação de marcas fortes e consolidadas no mercado. Por meio da pesquisa digital é possível que a empresa faça um diagnóstico completo de sua imagem, analisando:

  • a familiaridade do público com sua marca;
  • a intenção de compra/contratação de produtos/serviços;
  • o impacto gerado na lembrança do consumidor por meio das campanhas de comunicação e esforços de marketing.

Esse é um diagnóstico que deve ser realizado constantemente, uma vez que por meio de ações da sua marca e, até mesmo de seus concorrentes, a percepção do consumidor pode sofrer alterações ao longo do tempo.

Sendo assim, de acordo com a avaliação da frequência de campanhas de comunicação e do contexto de cada mercado, cada empresa deve programar a periodicidade na qual realizará esse tipo de estudo.

2. Definir a persona do negócio

A pesquisa digital também pode ser utilizada para entendimento do perfil de consumidor da empresa.

O desenvolvimento de personas com base em dados facilita o entendimento do comportamento e perfil demográfico do público-alvo. Conhecendo essas características, torna- se mais fácil e eficiente definir quais são as melhores táticas de atração e retenção desses consumidores.

Um dos momentos mais importantes para utilização dessa metodologia de pesquisa é antes do lançamento de novos produtos/serviços. Dessa forma, a empresa é capaz de compreender as características do público que está mais propenso a consumir suas soluções, direcionando assim sua comunicação e seus esforços de marketing para esses perfis.

3. Criar a jornada do consumidor

Não é só no momento da compra que o consumidor entra em contato com uma marca. Existem diversos pontos de contato que precisam ser mapeados, compreendidos e aprimorados com frequência, para garantir que a experiência do consumidor seja consistente e positiva.

Aplicações surpreendentes chatbot

Por meio da pesquisa é possível mapear e identificar a jornada completa, desde a fase da pré-compra, na qual o consumidor pesquisa sobre produtos e serviços, até a fase do pós-compra, momento crucial para fidelização e retenção do cliente.

Ou seja: sempre que o objetivo da empresa for aumentar a taxa de conversão de clientes ou lançar um novo canal de comunicação é importante considerar uma pesquisa de mapeamento da jornada de compra, já que ela ajuda a identificar os principais momentos do contato com o consumidor que possuem maior potencial de consolidação da venda.

4. Guiar a estratégia de comunicação e mídia

Uma vez que a empresa conhece seus consumidores é preciso entender como alcançá-los e atraí-los. Utilizando metodologias de pesquisa voltadas para estratégia de comunicação e mídia, é possível compreender quais os melhores canais e formas de levar a comunicação da empresa até o público-alvo.

Antes e após o lançamento de uma nova estratégia de comunicação são os momentos ideais para identificação de sua eficiência. Por meio da pesquisa, a empresa consegue mapear:

  1. se a mensagem principal escolhida para a campanha está sendo passada de maneira clara aos consumidores;
  2. o quão propensos eles estão para consumir seus produtos/serviços após esse contato com a marca.

5. Mensurar a satisfação e experiência do consumidor

Consumidores mais felizes e satisfeitos consomem mais. Dessa forma, mensurar e coletar feedbacks dos clientes por meio de pesquisa é uma das principais estratégias de fidelização.

Obtendo informações sobre a experiência com seus produtos e serviços, além de melhorar a experiência de compra, ainda auxilia na taxa de retenção e maximização de vendas, tornando clientes fiéis em promotores da sua marca.
O mapeamento constante da satisfação dos seus clientes é essencial para que a empresa continue trabalhando em cima dos pontos que estão funcionando corretamente e aprimorem as falhas nos processos de vendas e comunicação.

Sendo assim, a frequência com que cada empresa deve realizar esse tipo de pesquisa pode variar de acordo com seu modelo de negócio. Porém, em linha gerais, sempre que um processo de compra for concluído é um bom momento para questionar a satisfação de seus consumidores.

Os dados da pesquisa digital no design conversacional

Dentro das estratégias de marketing, um dos recursos utilizados é o uso dos chatbots para aproximação dos consumidores, que permite às empresas automatizar processos de atração, retenção e fidelização de clientes.

Contudo, para garantir que essa estratégia seja aplicada corretamente é preciso entender, por meio principalmente de pesquisa, qual a melhor forma de utilizar esse recurso junto ao consumidor.

design conversacional é uma das formas mais efetivas de estruturar a utilização de bots. Dentro da aplicação desse modelo, a pesquisa digital exerce papel fundamental principalmente em três momentos:

1. Definição dos objetivo do bot

Antes de criar um canal de comunicação, a empresa precisa compreender qual o melhor momento da jornada do consumidor para utilização desse recurso. Como vimos anteriormente, todos os pontos de contato precisam ser mapeados a fim de garantir a consistência da comunicação da marca.

2. Identificação da persona

Entender quem é o seu consumidor ideal, quais são os principais objetivos e desafios auxilia a empresa a saber se comunicar de maneira mais eficiente com prospects e clientes.
Sendo assim, durante a fase de identificação do público-alvo do seu bot, a utilização de pesquisa para definição de personas irá consolidar qual a melhor estratégia para ativação desse público.

3. Personalidade do bot

A percepção que o público possui sobre a empresa é uma fonte importante de informação da sua marca que precisa ser avaliada antes da definição de qual será a personalidade do bot.

Uma vez alinhada às percepções do consumidor com os objetivos da empresa, é possível traçar uma personalidade para o bot com traços da brand persona que precisam ser reconhecidos e assimilados pelo público.

Gostou de entender um pouco mais sobre a utilização de pesquisa digital dentro das estratégias de marketing? Confira também sobre o poder da estratégia de Inbound Marketing para sua empresa!

Este texto foi escrito pela MindMiners, uma empresa de tecnologia especializada em desvendar o comportamento humano, porque passa 24 horas por dia conectada a mais de três milhões de pessoas ao redor do país. Com a plataforma de human analytics, é possível encontrar a solução ideal de pesquisa para o seu desafio e a resposta certa para as perguntas que você tem sobre o seu consumidor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *